quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Yvette Centeno

Talvez nem toda a gente saiba que esta grande figura da literatura também escreveu haiku. Antes de mais e para quem não a conhece bem pode ir ao excelente:

http://literaturaearte.blogspot.com

Mas hoje queria deixar uma obra prima de humor da autoria de Yvette Centeno:

un papillon aveugle
très amoureux
d’un lampion éteint.

2 comentários:

Luz disse...

Vida:
Compartilhar tão de perto a tua linda jornada poética chega a ser ingrato... qualquer análise que eu faça ou mensagem que eu escreva, tem sempre um cheirinho a coisa "suspeita".
A espantosa análise dos teus Haiku, publicada no Blog da poetisa Yvete Centeno, para mim, veio a calhar. Yvete Centeno, em todos os sentidos e com toda a sensibilidade, coloca em palavras as minhas "suspeitas" opiniões.

“O Amor é cego
e vê.”

Luz.

David Rodrigues disse...

Luz:
Escrever poesia pode parecer uma empresa solitária mas não é. Não é mesmo!

David