quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Novo ano

agora já posso
arquivar o passado -
que alívio.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Viajar

zanguei-me contigo:
queria regressar hoje.
Que há mais para ver?!

sábado, 20 de dezembro de 2008

Junichiro Tanizaki

Há romances haiku? Eu acho que sim. "Diário de um velho louco" (Ed. Relógio de Água) é um livro de 160 páginas onde descortino uma estética haiku. Falar do importante através do vulgar qoutidiano, situar na natureza o que é o nosso mais íntimo sentimento. Trata-se de uma história de amor que aparece disfarçada de história clínica. Portanto esta história do haiku ter só dezassete sílabas... é mesmo uma fábula...

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Natal 6

O Natal é a comemoração da chegada, da epifania. Mas da chegada de quê? Da chegada de quem? De quem era esperado ou inesperado? Por quem se anseia ou que só se suporta? Chegada de quê, de quem e para quê?
Festa das Luzes, da Vinda, da Renovação, da Esperança no Futuro. É isso? (E pergunto de novo) É ISSO?

Natal 5

noite de paz?
Abandonar o corpo
só depois do Natal.

Natal 4

olhos fechados...
canções de Natal...
acertei: supermercado!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Natal 3

silenciosa
árvore de Natal:
serra de Sintra.


na cara fria
as luzes da rua -
restolho de gente.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Natal 2

Há um reflexo irremediável
de dor fria e triste
em cada palavra
que fala do passado.
Jesus consola mais a dor
do que atiça a alegria.
Epifania?

Natal 1

cheiro a terra -
no presépio o Menino
mais perto de nós.

Natal

Natal
musgo frio
e humus.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Lareira

lareira no Inverno:
do fogo e da madeira
sobe fumo.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Chuva

há um incêndio
nesta chuva
que desaba.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Vénus

da noite
só ficou esta estrela
da manhã.